terça-feira, 13 de agosto de 2013

Leões


Os leões são animais selvagens, conhecidos como o rei da selva .
CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA: 



Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Felidae
Género: Panthera
Espécie: P. leo


INFORMAÇÕES IMPORTANTES:
Leão é o nome popular do felino cujo nome científico é panthera leo.
O leão é encontrado em três continentes: África, Europa e Ásia. Porém, a grande concentração atual de leão ocorre nas savanas africanas.
A cor deste animal varia entre a amarela claro e o marrom.
Os machos se diferenciam das fêmeas pelo tamanho, peso e presença da grande juba.
Os leões são carnívoros e caçadores (principalmente as fêmeas). Os leões se alimentam de antílopes, gnu, búfalos, zebras, javalis e outros mamíferos de pequeno e médio porte. Um leão de grande porte pode comer até 35 quilos de carne em apenas um dia.
Vivem em grupos de 5 a 40 animais, formado na maioria por fêmeas.
As fêmeas são responsáveis pela caça e cuidado dos filhotes, enquanto os machos são encarregados de proteger o grupo dos animais maiores.
Existem várias espécies de leões, porém as mais conhecidas são: leão-sul-africano, leão-do-atlas, leão-asiático, leão-do-cabo e leão-senegalês.
Podem atingir até 55 km/h, porém conseguem percorrer pequenas distâncias.

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS
:
Comprimento:  entre 2,5 m e 3,0 m (macho) e  entre 2,3 m e 2,7 (fêmea)
Peso:  entre 150 e 230 kg para machos e entre 120 a 170 kg para fêmeas.
Cor: do amarelo claro ao marrom
Altura: aproximadamente  60 a 90 cm

Leões com especies emprisionantes como o :

Uma raridade na natureza
  Quando o leão ruge dentro da noite africana, cai o silêncio  e reina o terror sobre as campinas. O rugido e a juba são marca registrada do leão. Mas o grito do rei dos animais é na verdade um sinal de que ele está satisfeito e de bom humor - até que a fome o faça interromper de novo seu descanso.
  Esse animal solitário dorme dias inteiros nas savanas amareladas confundindo-se com o ambiente. Quando está faminto, o leão se põe à espreita das manadas de zebras, antílopes e girafas. Escondido no capim, pula sobre a presa e domina-a.
    Ele caça também em grupos. A melhor caçada é a do crepúsculo, à beira dos poços de água. O leão pode até chegar a disputar um pedaço de carniça com as hienas, mas dificilmente ataca o homem. Os chamados comedores de gente são leões velhos  e fracos demais para caçar, os quais ficam rondando as aldeias.
    O leão macho, às vezes, sai à procura de uma companheira. Não é uma tarefa fácil, porque ele tem de enfrentar uma dúzia de rivais. Ocorrem brigas até que triunfe o leão mais forte. A corte dura pouco. Quando os filhotes nascem, vários meses depois, o leão guarda zelosamente o território.
    Acredita-se na existência de apenas 70 animais desta espécie. Informações dão conta que não existam mais em seu habitat natural, mas somente em cativeiros, circos e zoológicos.
   Sua estrutura física e seu comportamento não diferem em nada de seus irmãos Leões, podendo chegar a medir de 2 a 3m de comprimento e a medir mais de 115 kg, vivendo cerca de 18 anos em seu habitat natural, e a quase 30 anos em cativeiro. Sendo que os cientistas afirmam que seus hábitos alimentáres são iguais (na natureza e em liberdade), mas na realidade há uma diferença: na natureza sua alimentação é natural, sendo a caça e em cativeiro: é uma dieta preparada pelos humanos, com isso restringindo sua habilidade para a caça se solto na natureza.
    Existe no meio científico uma teoria para sua cor branca , os felinos tem uma anomalia genética, fazendo com que não produzam melanina, dando-se essa anomalia na proteina tirosina (substância responsável pela pigmentação da pele e, ou cabelo).
   Os genes produtores dessa irregularidade, fazem parte nos felinos comuns agindo em alguns desses leões por mero acaso. Os cientistas acretitam também que hoje em dia esses genes não existam mais em felinos livres na natureza.
   Quando se referem a esses felinos (Leão branco) como "ALBINO" (na zoologia "anomalia congenita, caracterizada pela ausência total ou parcial de pigmento da pele dos pelos ou do olho)  estão cometendo um gravíssimo erro , pois existem pigmentaçoes claras, em seus olhos,que geralmente são azuis ou dourados e, em seu nariz(marrom, preto), suas patas marrom, o correto é "Leucismo" particularidade genética devido a um gene recessivo, que dá a cor branca aos animais. Os animais leocisticos não são sensíveis a luz do sol: são ligeiramente mais resistentes.
   Esses Leões branco originam-se de uma loclidade da Africa do Sul, exatamente em "Timbavati" situada a margem de um rio do mesmo nome, na provincia de Limpopo, que é uma reserva naturalde uma grande savana, sendo que por muitos e muitos anos essa savana chamadaTimbavati, era considerada um santuário sagrado, cujos nativos a denominavam "lugar onde algo sabrado desceu do céu" Esta reserv natural localiza-se perto de Kruger Park na Àfrica do Sul.
   Alguns cientistas querem acreditar que ainda existm alguns exemplares desses Leões branco solto na savana de Timbavati. Pois se tem certeza dos que vivem em cativeiros.
  Por sorte existem 3 variedades genéticas diferentes desses Leões branco.
  A primeira:- descoberta por um cientista na década de 70, quando realizav a seus estudos, levando os filhotes encontrados para os Estados Unidos, no Zoológico de Proteção Animal de Indiana, para poder perpetuar sua raça.
  A segunda:- Descoberto pelo Zoológico de Johanesburg, quando da captura de um Leão branco macho. Hoje só é encontrado e Las Vegas em um circo.
  A terceira:- Também encontrada na localidade de Timbavati, sendo um Leão branco macho, capturado nos anos 80, vivendo em um parque particular.
  Os Leões branco, vivem em grandes bandos na natureza, a maioria fêmeas que dão crias a cada 2 anos, sendo sua gestação de 100 a 108 dias, nascendo de 3 a 4 filhotes, com manchas tigradas em seus membros, as quais desaparecem após 6 meses de idade. Os Leões branco possuem uma visão noturna e olfato muito afiados.
  Muitas das vezes esse grupo tem que matar seus próprios filhotes para nao colocarem em risco seu grupo. Por sua cor ser muito branca, típica desses felinos, tornan-se um enorme problema para eles, pois não conseguem se camuflar na vegetação.
  " Conta a história, de que estes Leões brancos existem a centenas de anos, só conhecido pelos africanos, que os cercavam de mitos, lendas e poderes sobrenaturais, mas que sua descoberta só foi documentada na década de 28, continuando na obscuridade até a década de 75, mas somente agora que está se dando importância maior a esses felinos, com sua divulgação em documentários pela TV., Internett, para que o mundo saiba de sua existencia e não deixem que se tornem animais extintos, pois já estão há muito tempo na lista de extinção. Pelo menos os cientistas estão fazendo de tudo para que essa raça tão nobre de LEÕS BRANCO, nao sumam de vez , pois a capacidade humana  de destruir a naturteza é assombroza, desumana por assim dizer."
    CURIOSIDADE:- O Leão branco já tem uma animação bem antes de sua divulgação pelos cientistas. Criada por um Japones, o desenho chama-se "Kimba".
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnívora
Família: Felidae
Características:
Comprimento: 274 centímetros
Altura do quarto dianteiro: 120 centímetros
Peso: 125 a 200 quilos
1 ninhada por ano
2 a 6 filhotes por ninhada
Período de gestação: aproximadamente 4 meses
Vida média: 18 anos na natureza
 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário